terça-feira, 27 de setembro de 2016

A DIFERENÇA É SIMPLES: ISRAEL CORRIGE SEUS CIDADÃOS E LHES DÁ CHANCES REAIS DE PRODUZIR EXCELÊNCIA, ENQUANTO UM GIGANTESCO BRASIL DIVIDIDO POR GANGUES CRIMINOSAS DE PSEUDO SOCIALISTAS DE PREFEITURAS AO SENADO COLOCA E MANTÉM CRIMINOSOS IRREDUTÍVEIS NO PODER. ACORDA BRASIL!

×
O GloboInfoglobo Comunicação e Participações S.A.GRÁTIS - No Google PlayVer

g1

gshow


vídeos

ENTRE

O GloboAbrir menuAbrir busca

Experiência de Hillary se impõe em debate acalorado contra Trump
Estado de saúde de Shimon Peres se agrava
Hillary e Trump trocam acusações intensas na busca do voto de...
Em debate, Trump funga dezenas de vezes e gera memes nas redes
Análise: Trump não tem cuidado com o telhado de vidro
Explosões em mesquita e centro de convenções deixam Alemanha em alerta
Artigo: Com a paz, Colômbia tem o direito de corrigir seu rumo
‘Se tivesse lido os detalhes do acordo, certamente votaria não’,...
MUNDO
Escolha de ex-condenado como embaixador de Israel causa mal-estar em Brasília
Yossi Sheli nunca ocupou cargos diplomáticos e foi sentenciado por falsidade ideológica

POR GABRIELA VALENTE
27/09/16 - 04h30 | Atualizado: 27/09/16 - 04h30

BRASÍLIA — A possível nomeação de um ativista condenado por falsidade ideológica para a embaixada de Israel em Brasília causou mal estar entre os governos de Michel Temer e o do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Ainda não houve uma indicação formal, que é feita normalmente após uma consulta ao país que receberá o diplomata. No entanto, o nome de Yossi Sheli vazou na imprensa israelense como o indicado.

O cargo de embaixador de Israel no Brasil está vago há mais de um ano justamente por uma indicação polêmica feita ao governo Dilma Rousseff. O apontado para o posto era Dani Dayan, um ex-líder de movimentos de assentamentos judaicos na Cisjordânia. Na época, o tom entre os dois países subiu. O governo israelense insistiu que o Brasil aceitasse o nome de Dayan ou haveria uma crise diplomática entre as duas nações.

Assessores de Netanyahu chegaram a dizer que a resistência da presidente Dilma era provocada pela ameaça de impeachment. Por isso ela precisaria de todo o apoio - inclusive da extrema-esquerda, que demonstrava a maior rejeição a Dayan - para permanecer no poder.


Agora, Israel quer enviar para o posto um ativista político, sem experiência diplomática e condenado pela Justiça a não exercer funções públicas até o ano passado por omitir que era membro do Likud, partido de Netanyahu, quando ocupava cargos públicos.

- Obviamente, causou mal-estar no governo a indicação de uma pessoa condenada por falsidade ideológica - disse um assessor próximo ao presidente Michel Temer, que completou: - Mas o maior problema é o nome ter vazado antes que recebesse o agrément (aceitação) do governo brasileiro. Na diplomacia, isso não pode.

No caso de Dayan, o governo israelense também divulgou o nome antes da aceitação do Itamaraty. Isso fere a liturgia estabelecida no universo diplomático. Depois do silêncio do Planalto, Netanyahu retirou a oferta e o indicou para ser cônsul-geral do país em Nova York, função que exerce atualmente.


Sheli chamou a atenção da procuradoria de Jerusalém em 2008, quando era presidente do conselho de administração da empresa estatal de correios. Após suspeitas de que tivesse falsificado documentos que o mostravam sem afiliações políticas, foi considerado culpado de violação de dever estatutário e, em 2012, condenado após chegar a um acordo para reduzir sua pena, ficando três anos impedido de exercer cargos públicos. Sheli teve aval para voltar à vida pública em junho de 2015.

"A escolha de Netanyahu levantará questões que podem levar a uma nova tempestade política dado que Sheli não tem experiência diplomática ou de defesa do Estado", alertou o diário "Yedioth Aronoth".

Procurado pela imprensa israelense, Sheli não comentou a polêmica. O governo também decidiu manter silêncio.






ANTERIORArtigo: Com a paz, Colômbia tem o direito de corrigir seu rumo
PRÓXIMAAnálise: Trump não tem cuidado com o telhado de vidro

NewsletterAs principais notícias do dia no seu e-mail.
RECEBER

Já recebe a newsletter diária? Veja mais opções.

ESPECIAL PUBLICITÁRIO


















Prev Next
1 de 9







RIO

27ºC14ºC



PRINCÍPIOS EDITORIAIS
HOME
RIO
Ancelmo.com
Gente boa
Carnaval
Bairros
Design Rio
Eu-repórter
Rio 2016
Trânsito
ELEIÇÕES 2016
BRASIL
Lauro Jardim
Elio Gaspari
Ilimar Franco
Jorge Bastos Moreno
Merval Pereira
Blog do Mineiro
Blog do Noblat
José Casado
MUNDO
ECONOMIA
Miriam Leitão
Lauro Jardim
Carros
Defesa do Consumidor
Infraestrutura
Negócios e finanças
Petróleo e energia
SOCIEDADE
Site O GLOBO 20 anos
Conte algo que não sei
Educação
História
Mídia
Religião
Sexo
Sustentabilidade
TECNOLOGIA
CIÊNCIA
SAÚDE
CULTURA
Patrícia Kogut
Teatro e Dança
Artes visuais
Filmes
Livros
Música
Rio Show
ELA
Moda
Beleza
Gente
Gastronomia
Horóscopo
Decoração
ESPORTES
Rio 2016
Botafogo
Flamengo
Fluminense
Vasco
Panorama Esportivo
Radicais
Pulso
TV
Patrícia Kogut
MAIS +
Últimas
Blogs
Opinião
Vídeos
Boa Viagem
E-books






VOLTAR AO TOPO
VERSÃO CLÁSSICA
O GLOBO ©2016