INTERNACIONAL

Brian Eno não "dá música" a Israel

O compositor comunicou a uma das mais importantes companhias de dança israelitas que não autoriza o uso de uma peça dele nos espetáculos.
PUB
Brian Eno decidiu-se pelo "embargo" depois de descobrir que a companhia Batsheva ia iniciar uma digressão em Itália patrocinada pela embaixada de Israel.
O músico, que é um dos subscritores de um manifesto de artistas pela Palestina e apoiante do BDS, um movimento pelo boicote, desinvestimento e sanções contra o estado judaico, escreveu esta semana dando conta da proibição.
Na carta que enviou à companhia,conta o jornal Guardian, Eno diz: "Apesar de me sentir elogiado pela escolha da minha música para o vosso trabalho, receio que isso me cause um sério conflito. Sei agora que a embaixada de Israel, e portanto o governo, vai patrocinar os próximos espetáculos, e isso, para mim, é inaceitável ".
Eno acrescenta que é sensível "às dificuldades que qualquer artista israelita tem de enfrentar, sobretudo os que, como vocês, tem exprimido simpatia pela causa palestiniana".

 0 COMENTÁRIOS