sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Shalom sobre ti Israel. Parabéns por superar mais este desafio. Posição povo de Israel e povos livres do mundo. Apenas a adoção de pena capital letal é correta para lidar com terroristas e criminosos ávidos em destruir a vida humana, o que náo exclui fundamentalistas e islâmicos de orientação islamita ou que vivem pela Sharia. Assuma sua liderança mundial Israel o que implica diretamente em sua sobrevivência. Grandes agradecimentos aos amigos e solidários reais por todo mundo pois palavras inúteis são apagadas por atos úteis.


g1

gshow


vídeos

ENTRE
×
O GloboInfoglobo Comunicação e Participações S.A.GRÁTIS - No Google PlayVer


O GloboAbrir menuAbrir busca

Polícia busca homem que invadiu monastério e matou mulher na França
Furacão Otto provoca mortes na passagem por Nicarágua e Costa Rica
China prende 13 pessoas por acidente que matou 74 em usina elétrica
Diplomata brasileiro vira ‘porteiro’ na guerra da Síria
Turquia ameaça abrir fronteiras a imigrantes em clima de tensão na UE
Autoridades mexicanas encontram 32 corpos e 9 cabeças em fossas clandestinas
Oposição promete lutar contra novo acordo de paz com as Farc
‘Tortura política é real’, diz deputado venezuelano que foi preso...
MUNDO
Com fogo controlado, Israel prende 12 suspeitos de incêndio criminoso
Premier diz que incêndios florestais podem ser considerados atos terroristas


POR O GLOBO E AGÊNCIAS INTERNACIONAIS
25/11/16 - 08h41 | Atualizado: 25/11/16 - 09h01
Bombeiros palestinos ajudaram a apagar chamas que tomaram conta de Haifa, em Israel - JACK GUEZ / AFP

TEL AVIV — A polícia israelense prendeu 12 pessoas nesta terça-feira por suspeitas de incêndio criminoso, depois que bombeiros conseguiram controlar as chamas que provocaram graves danos nos últimos quatro dias. Incêndios florestais obrigaram 80 mil pessoas a deixarem suas casas nos arredores da cidade de Haifa, a terceira maior de Israel. O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que, se incêndios tiverem sido iniciados deliberadamente, serão investigados como ações terroristas.

Com esforços concentrados para apagar as chamas, bombeiros conseguiram controlar as chamas. Bombeiros palestinos foram enviados aHiafa para ajudar na operação. Autoridades dizem que agora restam apenas pequenos focos de incêndio que estão sendo controlados em diferentes localidades. Enquanto as famílias de alguns bairros já receberam permissão para voltar para casa, o prefeito de Haifa pediu que a população se mantivesse afastada da cidade por enquanto

Na quinta-feira, imagens TV mostravam chamas devastando bairros centrais de Haifa, com cerca de 300 mil habitantes no Norte do país, incluindo um posto de gasolina onde bombeiros tentavam extinguir o fogo rapidamente. Não houve pessoas gravemente feridas, embora muitas pessoas tenham sido hospitalizadas após terem inalado fumaça.


O governo recebeu ofertas de ajuda de Grécia, Chipre, Croácia, Turquia e Rússia para combater os incêndios e evitar que as chamas em diversos locais se espalhassem para quase metade do país. Nesta sexta-feira, aceitou ajuda das forças da Jordânia e do Egito. Esquadrões aéreos jogavam materiais para retardar o incêndio e tentar amenizar as chamas maiores.







O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que, se incêndios tiverem sido iniciados deliberadamente, serão investigados como ações terroristas. Segundo o ministro de Segurança Pública, Gilad Erdan, há evidências de que o primeiro incêndio, que queimou 30 casas em Zikron Ya'akov, foi de caráter criminoso. Autoridades encontraram gasolina no local, segundo o ministro.

Já o ministro da Educação, Naftali Bennett, que é também líder de um partido de direita, sugeriu que poderia haver envolvimento de árabes ou palestinos nos incêndios.


"Apenas aqueles a quem o país não pertence são capazes de queimá-lo", escreveu o ministro em seu Twitter.

Em contrapartida, o movimento ligado ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, disse que as autoridades israelenses estavam explorando o incêndio para gerar acusações contra os palestinos.
GALERIAINCÊNDIOS FLORESTAIS EM ISRAEL


Avião israelense ajuda a apagar fogo na cidade de Haifa; 60 mil pessoas deixaram suas casas para fugir de incêndios florestais JACK GUEZ / AFP








AnteriorPróxima
1 de 9 fotos







Recomendadas para Você

Xperia XZ chega ao Brasil! Saiba mais sobre o lançamento!Blog Sony


Top Emily Ratajkowski posa nua em cima de cavalo


Empresários baianos: temos 28 planilhas para seu dia a dia.Sebrae


Romário: 'Transei com ela no vestiário do Maracanã'


Futebol do Flu vira dividida em debate de candidatos


'Mona Lisa do 3º Mundo' é libertada da prisão e voltará ao Afeganistão

Recomendado por
ANTERIORFuracão Otto provoca mortes na passagem por Nicarágua e Costa Rica
PRÓXIMACom fogo controlado, Israel prende 12 suspeitos de incêndio criminoso

NewsletterAs principais notícias do dia no seu e-mail.
RECEBER

Já recebe a newsletter diária? Veja mais opções.







RIO

29ºC18ºC



PRINCÍPIOS EDITORIAIS
HOME
RIO
Ancelmo.com
Gente boa
Carnaval
Bairros
Design Rio
Eu-repórter
Rio 2016
Trânsito
BRASIL
Lauro Jardim
Elio Gaspari
Ilimar Franco
Jorge Bastos Moreno
Merval Pereira
Blog do Mineiro
Blog do Noblat
José Casado
MUNDO
ECONOMIA
Miriam Leitão
Lauro Jardim
Carros
Defesa do Consumidor
Infraestrutura
Negócios e finanças
Petróleo e energia
SOCIEDADE
Site O GLOBO 20 anos
Conte algo que não sei
Educação
História
Religião
Sexo
Sustentabilidade
TECNOLOGIA
CIÊNCIA
SAÚDE
CULTURA
Patrícia Kogut
Teatro e Dança
Artes visuais
Filmes
Livros
Música
Rio Show
ELA
Moda
Beleza
Gente
Gastronomia
Horóscopo
Decoração
ESPORTES
Rio 2016
Botafogo
Flamengo
Fluminense
Vasco
Panorama Esportivo
Radicais
Pulso
TV
Patrícia Kogut
MAIS +
Últimas
Blogs
Opinião
Vídeos
Boa Viagem
E-books




VOLTAR AO TOPO
VERSÃO CLÁSSICA
O GLOBO ©2016
ao