terça-feira, 24 de janeiro de 2017

A Consciência Viva e Dinâmica de יהוה Yehowah Tseva'ot - יהוה Iehouah Dos Exércitos -



Dizem os fundamentalistas, islamitas, promotores do imperialismo islâmico, atuais notórios socialistas populistas favoráveis à manipulação das massas, velhos e novos antissemitas sempre também anti-sionistas, anti-Israel e inimigos tanto da influência bíblica plena como da cultura hebraica e existência judaica, inimigos de um Trump, Putin, Netanyahu, violadores e torturadores de mulheres, crianças, gays, pobres e inocentes, sacanas ordinários, maldições aberrantes se arrastando em nome de Alah, revoluções, roubos, alienações, dizem a tolice estúpida que desejam e repetem incessantemente para as massas, com preces, livros, aplausos, lágrimas, risos, terror, barbárie, pressão, dizem como a podridão que defecam e que parecem se apegar, frases como esta abaixo:

- “A bola está do lado do senhor Trump que deve explicar se apoia Israel e as fronteiras de 67 ou um Estado expansionista, fascista, racista, colonialista”, afirmou Jibril Rajoub, um responsável palestiniano. -

A Consciência Viva e Dinâmica de יהוה Yehowah Tseva'ot - יהוה Iehouah Dos Exércitos - somente tem uma resposta;

COM OU SEM TRUMP, PUTIN, NETANYAHU NUNCA HOUVE E NUNCA HAVERÁ NENHUM ESTADO, NAÇÃO, REINO OU GOVERNO EM ERETS YISRA'EL - TERRA DE ISRAEL - DESDE SUA CONSOLIDAÇÃO E NUNCA, JAMAIS HAVERÁ PORQUANTO HAJA ESTE PLANETA E VIDA HUMANA NELE. GAZA, CISJORDÂNIA, GOLAN, SINAI E TERRAS ALÉM TAMBÉM PERTINENTES À ISRAEL NUNCA TERÃO PAZ SEM SUA IDENTIDADE HEBRAICA, ISRAELITA, SIONISTA E TANTO O ORIENTE MÉDIO COMO A SOCIEDADE MUNDIAL NECESSITAM ESTAR EM PAZ COM ISRAEL E OS JUDEUS, ASSIM COMO COM CADA POVO, NAÇÃO, CULTURA E COMPORTAMENTO SEM TENTAR MANIPULAR EM PROL DE VANTAGENS ADVINDAS DE DESEQUILÍBRIOS GLOBAIS COMO A EXPANSÃO ISLÂMICA, REAÇÕES DE SOCIALISMO FRUSTRADO E SITUAÇÕES SEMELHANTES. POIS QUEM QUISER PAZ SE EMPENHE POR PAZ, PAZ NEGOCIADA É CHANTAGEM E VELHACARIA, PAZ SE VIVE, PRATICA E SEMPRE QUE NECESSÁRIO SE DEFENDE COM TODA FORÇA QUE DEVA SER APLICADA PARA ANIQUILAR PROBLEMAS E DORES MILENARES MEDIANTE INTELIGÊNCIA UNIFICADA E AÇÃO DOS CORRETAMENTE ENVOLVIDOS.



E depois da tomada de posse de Donald Trump Israel decidiu que era o momento de anunciar novos colonatos.
Benjamin Netanyahu levantou as restrições à edificação de novas construções em Jerusalém Este, isto depois do governo local ter aprovado a construção de centenas de casas na região.
A conversa deste domingo com Donald Trump deixou o chefe do executivo israelita mais confiante.
Mas a suspensão da construção de novos colonatos, antes da tomada de posse de Trump, não foi uma coincidência:
“Foi-me pedido, por todos, para esperar até ao dia 20 deste mês momento em que a era de Donald Trump, enquanto presidente dos Estados Unidos, começaria. Trump dá-nos esperança. Ele disse, claramente, que permitirá a construção em Jerusalém, as coisas não serão como antes”, explica Meir Turjeman, vice-presidente da câmara de Jerusalém.
Do outro lado da barricada, os palestinianos exigem explicações a Donald Trump:
“A bola está do lado do senhor Trump que deve explicar se apoia Israel e as fronteiras de 67 ou um Estado expansionista, fascista, racista, colonialista”, afirmou Jibril Rajoub, um responsável palestiniano.
No final de 2016 as Nações Unidas aprovaram uma resolução, com a abstenção dos EUA, exigindo o fim dos colonatos. Agora, o futuro da região parece mais, incerto.