quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Claro, depois do voto covarde de Angola contra Israel, o Islã arde de desejo por hostilidades em todos os níveis. Seja recordado que a atuação do Mossad tem libertado a civilização humana de monstros.


ESPECIAIS
OPINIÃO
POLÍTICA
ECONOMIA
INTERNACIONAL
SOCIEDADE
CULTURA
DESPORTO
VIDAS
LAZERPOLÍTICA

•04.01.2017 • 14h37
Presidente libanês acusa serviços secretos de Israel por homicídio em Luanda


Michel Aoun diz que a Moussad está por detrás da morte de Amine Bakri, baleado à saída do trabalho em Luanda.



Por REDE ANGOLA.

Michel Aoun, presidente do Líbano[REUTERS/Aziz Taher ]

O Presidente do Líbano, Michel Aoun, manifestou hoje a convicção que os serviços secretos de Israel, a Mossad, estiveram na origem do homicídio, em Luanda, de um libanês, baleado várias vezes.

A declaração de Michel Aoun foi feita, segundo vários órgãos de comunicação social locais, no palácio Baabda, residência oficial do chefe de Estado libanês, adiantando que o ministro dos Negócios Estrangeiros está a acompanhar o caso.

O libanês Amine Bakri foi baleado várias vezes no domingo, próximo do seu local de trabalho, em Luanda, e acabou por falecer já numa unidade hospitalar da capital.

Está previsto que o corpo do cidadão libanês seja repatriado na quinta-feira.

O líder libanês, segundo a notícia do The Daily Star, não adiantou a motivação para a alegada intervenção da Mossad neste caso, sendo apenas conhecida a rivalidade e clima de conflito entre o Líbano e Israel.

Em Angola vivem milhares de libaneses, sobretudo pequenos comerciantes.
TAGS: Israel, Líbano, Moussad, Michel Aoun



Disqus seems to be taking longer than usual. Reload?

OUTRAS NOTÍCIAS

Conflito
Tréguas entre Israel e Palestina dão novo fôlego a Gaza

Israel
Confrontos com a polícia por causa de violência contra etíope

Lei
Israel quer prender crianças de 12 anos

Diplomacia
Bloco Democrático quer impasse com Israel esclarecido

Conflito
Javier Bardem e Penélope Cruz acusados de antissemitismo

Ir para o topo


Ver o Rede Angola na Versão Web


© REDE ANGOLA 2015


Rede AngolaPublicidadePolítica de PrivacidadeContactosTermos de UsoFicha Técnica