segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Parabéns Rafik pela abordagem sobre o anti-sionismo muçulmano!






QUARTA-FEIRA, 7 DE ABRIL DE 2010


Por que os MUÇULMANOS odeiam os JUDEUS?


O que o conflito entre Israel e Palestinos (Filisteus) tem a ver com o Islamismo?
Ficou evidente na entrevista de João de Allah (que acabou de se converter ao Islã), um SINTOMA comum em todos os muçulmanos: O ÓDIO POR ISRAEL. Porque será que todo muçulmano odeia Israel?
Se você não sabia, fique sabendo que a palavra em Árabe para Palestinos é “ فلسطين ” (Filistin), ou seja, Filisteus, o mesmo povo do tempo quando Abraão chegou por aquelas terras in 2.061 A.C. e os mesmos Filisteus que lutaram contra Israel quando eles vieram do Egito, os mesmos Filisteus que quiseram destruir a Israel em 1948 com a RECRIAÇÃO do estado de Israel. Pelo próprio nome deles já fica claro que eles NÃO SÃO ÁRABES. O fato deles falarem árabe não significa que eles são árabes assim como Brasileiro, não é “Português” pelo fato de falar português. O Libanês (antigos Fenícios), os Egípcios (antigos Coptas), os Palestinos (antigos Filisteus), os Iranianos (antigos Persas), os Jordanianos, (antigos Moabitas), os Sírios (antiga Assíria) e os Libios (antiga Cirene) etc, NENHUM deles são árabes.
Quem são os árabes?
Como já vimos antes, no artigo “Ismael, o calo no sapato do muçulmano” Ismael, não é o pai dos árabes e ele tem NADA A VER com os árabes. Milhares de pessoas atribuem a existência dos árabes a Ismael por erroneamente interpretarem Gênesis 16. Ismael se casou com uma Egípcia e viveu na fronteira entre o Egito e Israel. Ele nunca morou na Arábia Saudita e nunca se casou com uma mulher Árabe.
Os verdadeiros árabes, são os habitantes da Península Arábica, mais especificamente os habitantes do Iêmen. O nome oficial do Iêmen é “Al-Jumhuriyah al-Yamaniyah”, o mesmo nome que aparece na Hadith (tradição) de Bukhari, no Volume 4, Livro 55, Numero 583 onde encontramos a seguinte historia: “... A criança, (ISMAEL) cresceu e aprendeu ÁRABE deles (da tribo Árabe de Jurhum)...” ou seja, Iêmen.
Como já vimos antes, NEM O PRÓPRIO MOHAMED sabia de qual tribo ele tinha vindo. Ibn Saad relata que:“As pessoas da (tribo) Banu Fuhayrah vieram ate o Profeta e lhe disseram: VOCÊ PERTENCE A NOSSA TRIBO. Ele respondeu: Verdadeiramente, (o arcanjo) Gabriel me informou que EU PERTENÇO a TRIBO de MUDHAR.” (algum dia falarei dos grandes problemas desta genealogia inventada pelos muçulmanos).
O pobre homem não sabia as suas próprias origens. O tal anjo teve que revelar a ele, senão ele não saberia. Lembrem-se que Mohamed era órfão e que o próprio tio dele, Abu Talib, que cuidou dele quando seu pai morreu, nunca aceitou que o sobrinho era profeta e nunca aceitou o Islã. Esta historia esta relatada no Livro de Bukhari 5, 223
“Narrado por Al-Musaiyab: Quando Abu Talib estava em cama a ponto de morrer, o Profeta foi ate ele enquanto Abu Jahl estava sentado ao lado dele. O Profeta disse, “ Oh meu tio! Diga: Ninguém tem o direito de ser adorado exceto Allah ... Eu defenderei o seu caso diante de Allah.” Então Abu Jahl e Abdullah bin Umaya disseram, "Oh Abu Talib, você ira deixar a religião de Abdul Muttalib? (ele era o avo de Mohamed)." Então eles continuaram a repetir isto ate que por fim ele fez um ultimo pronunciamento antes de morrer: “EU ESTOU NA RELIGIÃO DE ABDUL MUTTALIB”. Então o Profeta disse, “Eu continuarei pedindo o perdão de Allah para você, a menos, eu seja proibido de faze-lo. Então o seguinte verso foi revelado: (Sura 9:113) “É inadmissível que o Profeta e os fiéis implorem perdão para os idólatras, ainda que estes sejam seus parentes carnais, ao descobrirem que são companheiros do fogo”....
De onde vem este ódio pelo Judeu?
De onde começou o conflito entre Árabes e Judeus? Muitos pensam (ERRONEAMENTE) que o conflito entre Árabes e Judeus começou com o nascimento de Ismael. Quanta falta de conhecimento. Não é segredo nenhum que o MUNDO ISLÂMICO tem uma enorme hostilidade ao “povo Judeu” e ao “estado de Israel”. Mas de onde isso vem? Isso não é normal. Basta alguém se CONVERTER ao Islã, o ÓDIO por Judeus e Israel será naturalmente incorporado no “novo entendimento” do novo-muculmano. (Religião pacifica?)
Eu nunca encontrei um muçulmano que tivesse uma opinião favorável a qualquer Judeu. Alias, eu já ouvi varias vezes eles dizerem: “um bom judeu é um judeu morto”. Os lideres dos paises muçulmanos proíbem seus cidadãos de visitarem Israel e acusam Israel de ser OPRESSOR. Mas quem são os que se explodem para “LIBERTAR” a “FILISTIA?” Porque eles se tornam homens bombas?
Existem MILHÕES de Árabes CRISTÃOS no Oriente Médio. Porque os Árabes Cristãos que moram em Belém, Jerusalém e ate mesmo na Faixa de Gaza, NÃO SE EXPLODEM e não se tornam terroristas?
Primeiramente porque Jesus nunca os mandou a matar nossos inimigos e sim a ama-los e a orar por eles. Segundo, os Cristãos dentro da Palestina, Egito, Jordânia, Síria etc, vivem sob constante pressão dos muçulmanos, se eles disserem qualquer coisa favorável a Israel, eles poderão pagar com suas próprias vidas. Eles preferem “praticar a política da boa vizinhança”. O Islã é uma religião ANTI-JUDEU.
Mas novamente pergunto: De onde vem este ódio todo? Por que Mohamed odiava tanto aos Judeus? Onde estão as raízes deste ódio doentio?
Este ódio NADA MAIS É do que o reflexo dos ensinos de Mohamed e do Alcorão. Os Judeus viviam em paz com os Árabes antes da chegada de Mohamed. Como em toda sociedade pluralista, existiam certas rixas entre Árabes Pagãos, Cristãos e Judeus, mas nada tão grave a ponto de um querer destruir o outro. Mas tudo isso mudou com a chegada deste AUTO-NOMEADO PROFETA Mohamed. Ele disse aos Judeus que Allah o havia enviado como um profeta e que ele era profeta como Abraão e Moises.
Claro que os Judeus riram dele, quem não riria? Mas para provar o seu ponto, o próprio Mohamed costuma “REZAR” com sua face voltada para JERUSALÉM. Meca NÃO era a cidade sagrada para os Árabes. Mais tarde com a rejeição de Mohamed como profeta pelos Judeus, Allah mudou de idéia e fez Meca uma cidade sagrada. Possivelmente Mohamed começava a adorar na SEXTA-FEIRA em preparação para o SÁBADO JUDEU. A sexta-feira passou a ser o dia sagrado deles, porque os Judeus adoravam no Sábado e os Cristãos no Domingo. As regras para comida tais como a proibição de porco, sangue, animais sufocados etc, foram todas COPIADAS E EMPRESTADAS das regras judaicas (Ver sura 2:172-173).
Logicamente os Judeus não tinham NENHUMA razão para acreditar nas alegações de que Mohamed era profeta. As provas contra Mohamed eram muitas, Mohamed não sabia QUASE NADA da Torah e muito menos dos Evangelhos. Basta ler o Alcorão e você vera a bagunça que ele faz nas historias bíblicas. Mohamed não sabia nomes de pessoas, lugares ou eventos. Claramente ele estampa a sua ignorância sobre os assuntos Bíblicos. Quando ele contou a historia do “filho sacrificado” por Abraão, ele não mencionou o nome de Isaque e deixa as cosias “no ar” para os muçulmanos adivinharem. É ate engraçado ler o Alcorão, tem tanto erro histórico que a gente se diverte.
Mohamed pensava que se os Judeus o aceitasse como profeta, seria mais fácil convencer os outros. Mohamed se RESSENTIU MUITO com a rejeição dos Judeus e se tornou VIOLENTO contra eles.
Os Judeus começaram a zombar dos erros históricos de Mohamed (quem não iria?) e começaram a fazer brincadeiras sobre ele. Certo tempo depois, um Judeu da tribo de Qaynuqa fez uma brincadeira de “mal gosto” com uma mulher muçulmana. Ele pregou a saia dela no assento e quando ela se levantou a saia ficou e a envergonhou. Isso casou uma grande briga entre Judeus e Muçulmanos e vários Judeus foram mortos ali.
Esta era CHANCE de se vingar dos Judeus e retirar os Judeus do caminho dele. Outros problemas aconteceram entre os Judeus e o povo de Medina (naquele tempo era Yatrib) e Mohamed sempre procurava se vingar dos Judeus. Então Mohamed cresceu em poder e EXPULSOU a tribo de Qaynuqa INTEIRA de Medina, por causa de uma brincadeira de mal gosto de UMA ÚNICA PESSOA. Todos pagaram por causa de uma pessoa. Mohamed agora não precisava mais da aprovação dos Judeus para provar que ele era um “profeta”. A competição foi eliminada.
Em Bukhari Volume 5, Livro 58, Número 277 encontramos a seguinte revelação: “Narrado por Abu Huraira: O Profeta disse, "se apenas dez judeus (entre os seus chefes) tivesse acreditado em mim, todos os judeus iriam ter acreditado em mim.”

Então ele começou a INSULTAR os Judeus nos versos do Alcorão:
Na Sura 5:60, Allah os amaldiçoou e os converteu em MACACOS, PORCOS e ADORADORES DE SATANÁS. O verso diz assim: “Dize ainda: Poderia anunciar-vos um caso pior do que este, ante os olhos de Deus? São aqueles a quem Deus amaldiçoou, abominou e converteu em símios, suínos e adoradores do sedutor; estes, encontram-se em pior situação, e mais desencaminhados da verdadeira senda”. Muitos muçulmanos acreditam que todos os macacos e porcos do mundo são descendentes dos Judeus que foram amaldiçoados e transformados por Allah.
Na Sura 2:65 e 7:166, Allah amaldiçoou os Judeus porque eles profanaram o SÁBADO e os transformou em MACACOS. “Já sabeis o que ocorreu àqueles, dentre vós, que profanaram o sábado; a esses dissemos: "Sede símios desprezíveis!”
Nem os Cristãos escaparam da critica de Mohamed. Ele diz que os Adeptos do Livro (Judeus e Cristãos) estão destinados ao FOGO do INFERNO e que eles são AS PIORES DAS CRIATURAS. Veja você mesmo na Sura 98:6 “Em verdade, os incrédulos, entre os adeptos do Livro, bem como os idólatras, entrarão no fogo infernal, onde permanecerão eternamente. Estas são as piores das criaturas!
O ódio de Mohamed pelos JUDEUS e CRISTÃOS se originou por eles terem REJEITADO as pregações e as alegações de que Mohamed era um profeta enviado por Deus. O ódio de Mohamed cresceu tanto por eles a ponto de MASSACRAR clãs inteiros de Judeus. A maioria deles foram expulsos da Arábia, outros se tornaram escravos ou muitos foram mortos. Mohamed não permitiu que NENHUM JUDEU permanecesse na região, a menos que ele se CONVERTESSE a nova religião que ele fundou. Um bom exemplo disso foi o tal Abdullah bin Salam (o nome dele significa “Escravo de Allah e filho da Paz”). Foi ele quem fez aquele teste BURRO para ver se Mohamed era mesmo profeta: Veja em Bukhari 4.546 e Bukhari 5.275:
“Narrado por Anas: Quando Abdullah bin Salam ouviu que o Profeta tinha chegado em Medina, ele veio ate ele e disse, “Eu vou perguntar TRÊS coisas para você que NINGUÉM SABE EXCETO UM PROFETA ... Porque a criança se parece com o pai e porque se parece com o tio (irmão da mãe)? O Apostolo de Allah disse: “ (O anjo) Gabriel acabou de me dizer as respostas ... “A razão que a criança se parece com o pais é: “Se o homem tem intercurso com sua esposa e ele tem orgasmo primeiro, a criança ira parecer-se com o pai, e se a mulher tem orgasmo primeiro, a criança ira parecer-se a ela”. Então Abudllah bin Salam disse: “Eu atesto que você é o Apostolo de Allah”.
Por VINGANÇA, Mohamed então mudou a direção de oração de Jerusalém para Meca. Se chama “quibla” ou “qiblah”. Enquanto Mohamed estava em Meca, ele orava em direção a Jerusalém, depois que ele modou-se para Yatrib (Medina) ele ainda continuava orando em direção a Jerusalém, mas quando ele foi rejeitado, Allah enviou uma REVELAÇÃO para os muçulmanos pararem de orar com a face voltada para Jerusalém e passaram a olhar para a CAABA. Isso confirmou ainda mais para os Judeus que Mohamed era um falso profeta. Porque um verdadeiro Profeta estaria orando em direção a um centro IDOLATRA? Tudo esta registrado no Alcorão na Sura 2:122 a 129 e 142 a 147.
Mohamed não tinha argumentos teológicos e muito menos “lógicos” para entrar em discussão com os rabinos judeus, a saída foi PARTIR PARA A IGNORÂNCIA. Ele então declarou quem Abraão não era NEM JUDEU e nem CRISTÃO de acordo com a Sura 3:67 sem se importar com a afirmação ilógica. Este mesmo MODO DE PENSAR, faz parte do Islamismo ainda hoje.
O fato de que Mohamed NÃO TEM NADA a ver com Ismael, não lhe da nenhuma base para dizer que ele era profeta da mesma ordem de Abraão e Moises e ate mesmo Jesus.
Evidencias deste ódio na Hadith
Uma tradição (Hadith) diz que as árvores gritarão quando os judeus se esconderem atrás delas, então os muçulmanos deverão encontra-los e matá-los. Outra tradição diz que os Judeus se esconderão atrás das pedras, e as pedras irão trai-los e em seguida os muçulmanos irão encontra-los e mata-los. Não é difícil entender o porque os muçulmanos hoje odeiam tanto aos Judeus. Tudo começou com Mohamed sendo rejeitado como um PROFETA.
O mais interessante é que Jesus quando foi rejeitado pelo povo, ele não ameaçou ninguém, mas Mohamed ao contrario, alem de ameaçar, ele os matou, escravizou, os expulsou, confiscou todos os seus bens e distribui as mulheres Judias entre os muçulmanos (Alias, Mohamed foi ENVENENADO por uma das mulheres Judias que ele tomou para si). Vale a pena ler a historia.
Todos os “terroristas modernos” se apóiam nos ensinos de Mohamed, nos versos do Alcorão e nas historias de Mohamed para justificar seus atos de terror. Osama Bin Laden seguiu fielmente o exemplo do seu profeta. Basta ler a FATWA de 1996 para ver a forte relação entre o que acontece HOJE e o exemplo de Mohamed do PASSADO.
Logo apos ser rejeitado pelos Judeus e Cristãos, Mohamed então proibiu a todos os MUÇULMANOS de serem amigos deles, como esta registrado na mesma SURA 5 no verso 51
Sura 5:51 “Ó fiéis, não tomeis por confidentes os judeus nem os cristãos; que sejam confidentes entre si. Porém, quem dentre vós os tomar por confidentes, certamente será um deles; e Deus não encaminha os iníquos”.
Lembrem-se que quando os muçulmanos usa o verso da Sura 5:82 “Constatarás que os piores inimigos dos fiéis, entre os humanos, são os judeus e os idólatras. Constatarás que aqueles que estão mais próximos do afeto dos fiéis são os que dizem: Somos cristãos!, porque possuem sacerdotes e não ensoberbecem de coisa alguma”, eles estão blefando. Este verso 82 foi cancelado por Allah e alterado por 5:51.
Ate hoje eu NUNCA ouvi um IMAN pregando sobre paz, tolerância e amor por Judeus. Pelo contrario, o video abaixo reflete tudo o que acabei de falar e revela este ódio irracional pelos Judeus. Veja o vídeo: http://www.memritv.org/clip/en/669.htm
É uma pena que a maioria dos brasileiros não lêem Inglês, mas a Internet esta fazendo isso um pouco mais fácil para vocês. Click aqui para ir ao TRANSCRIÇÃO do Sermão deste Iman, então copie o texto que você quer traduzir. Click aqui para TRADUZIR o texto. A tradução não é a melhor mas poderá dar uma idéia do que esta escrito em Inglês.
Seria bom ouvir aqueles que já foram TERRORISTAS e hoje são CRISTÃOS devotos para saber a opinião deles sobre o porque os Judeus e Israel são odiado pelos muçulmanos. Isso faremos em breve
Que o Senhor Jesus Cristo seja glorificado e engrandecido. “Que ao nome de Jesus, toda língua confesse e todo o joelho se dobre, para a Gloria de Deus Pai’.
Seus em Cristo
RAFIK

12 comentários:

  1. Rafik, sou eu Hollyjc, estou lendo e aprendendo cada vez mais,muito bom seu texto.gostaria de saber porque vc nao coloca o endereço desse site no seu canal, faz um link ai entao fica muito mais facil para quem quiser conhecer sobre o seu site. Outra coisa, ja pensou em editar , ou fazer um livro com tao preciosas informaçoes, do jeito que vc descreve mesmo, qualquer muçulmano inteligente se souber a respeito de tudo isso,vai sair correndo do islao e quem quiser se converter, vai pensar muito antes. Eu so estou tentando impedir que o meu brasil se torne uma perdiçao dos muçulmanos. Outra coisa , vc quasse nao retorna meus contatos. PORQUE? eSTOU PENSANDO EMFAZER UM NOVO VIDEO COM INFORMAÇOES BASEADAS NO QUE VC ESCREVEU!!!!!!!!!
    Responder
  2. E esse odio é de dar pavor em qualquer um. É impressionante como as crianças nascem e ja é colocado na cebecinha delas que judeu é pra matar que só os muculmanos estao certos e mais ninguem. É muito triste ve menininhos e se odiando e se ofendendo sem nem ao menos saber o porque.
    Eu concordo com Hollyjc, voce precisa fazer um livro URGENTEEEEE!!!!!!!.



    fica com DEUS =]
    Responder
  3. Só tem um problema! Os palestinos de hoje são árabes sim senhor... Os filisteus dos tempos bíblicos nem se quer eram semitas, enquanto esses palestinos atuais são. Eles só levaram esse nome de "palestinos" porque passaram a viver nessa terra que, por ironia do destino, voltou a se chamar Palestina depois da segunda diáspora judaica. Em outras palavras, os palestinos não são palestinos de verdade, não passam de árabes que vieram de fora da terra de Canaã. E os filisteus foram extintos à vários séculos desde as invasões do segundo império babilônico.
    Responder
  4. Oi Anonimo, pena que voce nao se identificou! Sim voce acrescentou um ponto valido na discussão . Mas dizer que os filisteus foram extintos seria forçar a barra.

    Porem sem duvida nenhuma, os arabes vieram em grande numero e se misturaram ao povo local. O que temos entao é uma miscigenação e uma arabização do povo.
    Responder
  5. Olá Rafik visitei seu site e gostei muito!As infomações que vc tem são muito úteis e abrangentes.O islã está enganando o mundo com o velho e útil discurso da religião da paz que os terroristas são uma minoria,que são discriminados etc....etc... e incutindo terror aonde ele chega até na europa ele já possui guetos aonde já se aplica a sharia e como disse minha amiga HollyJC seria muito útil que vc publicasse um livro ia esclarecer muitas pessoas inlusive eu! DrPaisano.
    Responder
  6. Dr Paisano,
    Muito obrigado por seu comentario. Nao sei se tenho talento para escrever um livro. Sou muito informal. QUem sabe voce poderia nos ajudar a publicar um livro. Obrigado por tudo. Continue divulgando o site do Rafik
    Responder
  7. Boa Noite Rafik, gostei de sua sitação a este tema, pois meu falecido pai era Jordaniano , mas ele não era seguidor do islã e tão menos de outra religião, mas acreditava e uma força divina. Bom eu por exemplo não entendia bolufas sobre essa tal guerra e dessa história sobre Ismael e Isaac...Sempre achei furos e algo insano, até porque se Deus os amava, porque iria querer que ambos se aniquilassem?

    Como vejo em alguns documentários sobre a violência entres os supostos árabes seja qualç for sua origem em cima de uma fé tão imparcial de causar a morte de seu próprio seguidor, já da pra notar que não é uma coisa de DEUS....Eu como descendente desse Susposto povo Árabe e ouvi alguns dizendo que nossa linha era de Ismael que Abraao era nosso patriarca.....Nossa são muitos anos para se entender as coisas eu por exemplo tenho muitos colegas Judeus e uma grande amiga judia e seus filhos me adoram e estudam em escolas judaicas, que bom saber dessas coisas pois a gente percebe o quanto aquele povo sofre por ignorância de uma só pessoa.

    Abraço.
    Responder
  8. gostei dos esclarecimento, porém num gostei da forma como vc tratou os muçulmanos em suas em alguns trechos e voltamos e se lembramos que foi uma brincadeira de mal gosto que causo todo esse odio enfim nem os judeus acreditam em Cristo no alcorão ao menos eles sitam Jesus enquanto que no Torah nãoenfim uma discussão que sempre ira existir ate o final.
    Responder
  9. acho que da mesma forma que o isla exclui os judeus... o talmude tb exclui os nao judeus,.. dizendo que um judeu vale mais do q uma multidao de goys... que vc pode roubar de um goy... nao precisa pagar um goy... então... as duas religioes tem falhas nesse sentido... sóh pra vc saber...o goebells tirava a propaganda nazista do proprio talmud, ele tirou base do nazismo do talmud... olha que coisa?
    Responder
  10. Rafik tenho alguns amigos muçulmanos e me dispuz a ler e estudar um pouco o assunto e é triste a realidade deste povo oremos por eles e dou maior apoio pra esse livro haha vou orar que Deus coloque as pessoas certas por que seria revolucionario isso!!
    Responder
  11. esta religião e muito semelhante ao satanismo
    prega o caos e destruição,matar os fracos,falo isso pq li o livro "biblia de satam" ou "biblia negra" e tudo q fazem é bem semelhante
    odio pelos cristãos,pelo povo de deus,distorção da verdade.....
    sera que maomé era satanista???...
    Responder
  12. Em meio a tantas opinioes e comentarios de pessoas letradas,ou interadas no assunto, escrevo oq eu penso a respeito...
    Niguem gossta de desprezo neh nao?
    Como ja foi escrito anteriormente, oo proprio jesus foi rejeitado Pelos seus, mas a maneira da que uma pessoa reage a uma situacaçao dessa vai determinar o seu estado emocional....
    Mohamed foi gravemente ferido na alma, e como muitos hj em dia, resolvem tramar o mau, ou seja, se vingar...eh isso, a humanidade ta cheia de mohamed's..mas existem muitos copiadores de cristo, aguardando nele, esperando nele
    Responder
Façam os seus comentários, mas cuidado com a língua!