terça-feira, 21 de março de 2017

SÍRIA, LÍBANO E IRÃ PRECISAM DE INTERVENÇÃO LOCAL MILITARIZADA CABÍVEL SOMENTE Á ISRAEL E SEUS LEGÍTIMOS ALIADOS. OUTROS OPONENTES REQUEREM DISSUASÃO PREVENTIVA INTENSA E EFICAZ


Israel ameaça destruir sistemas de defesa aérea da Síria

Síria disparou na sexta-feira mísseis terra-ar contra aviões israelenses que realizavam bombardeios em território sírio.




Por France Presse

19/03/2017 12h10 Atualizado 19/03/2017 12h13



O ministro Avigdor Lieberman (Foto: Ariel Schalit/Reuters)



O ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, ameaçou neste domingo (19) destruir os sistemas de defesa aérea da Síria, que dispararam na sexta-feira mísseis terra-ar contra aviões israelenses que realizavam bombardeios em território sírio.


"Da próxima vez que os sírios utilizarem seus sistemas de defesa área contra nossos aviões, os destruiremos sem a menor dúvida", disse Liberman à rádio pública de seu país.


Israel afirmou que sua Força Aérea atacou na Síria um armamento "sofisticado" destinado ao movimento xiita libanês Hezbollah, aliado do governo de Bashar al-Assad.


O ataque ocorreu na sexta-feira antes do amanhecer próximo a Palmira, e provocou uma resposta antiaérea das forças sírias e um disparo de míssil em direção ao território israelense, que foi interceptado.


O Exército sírio afirmou ter derrubado um avião israelense e ter atingido outro, o que Israel negou.


Trata-se do incidente mais grave entre os dois países desde o início do conflito na Síria, em março de 2011.


"Todas as vezes em que constatarmos transferências de armas da Síria para o Líbano, atuaremos para impedir. Sobre este tema não há compromisso", acrescentou o ministro da Defesa.


"Os sírios devem entender que são responsáveis pelo envio de armas ao Hezbollah, e enquanto continuarem permitindo isso, faremos o que temos que fazer", advertiu Lieberman.


O Hezbollah é considerado um dos maiores inimigos do Estado de Israel.


"Repito - continuou o ministro israelense - que não queremos nos intrometer na guerra civil na Síria, nem provocar um confronto com os russos [aliados do governo sírio], mas a segurança em Israel é a prioridade".


Israel está oficialmente em estado de guerra há décadas com a Síria. As relações entre os países são ruins, sobretudo pelo fato de o governo sírio ser apoiado pelo Hezbollah e pelo Irã, inimigos do Estado hebreu, em sua guerra contra os rebeldes.


ISRAEL
SÍRIA