quinta-feira, 20 de abril de 2017

- FRANÇA DO ISLÃ X IEHOUAH TSEVA'OT SOBERANO DE ISRAEL E DO UNIVERSO - Amigo de Israel Existem 50 Estados Islâmicos (TODOS ditaduras), e poucas críticas despertam. Israel é apenas 0,02% do Mundo Islâmico e 0,5% do Médio Oriente, e é a única democracia da região. Mas o Mundo vive obcecado com Israel. Nós somos portugueses e amigos de Israel. quarta-feira, 19 de abril de 2017: Islamização: "A França preocupa-me..." - por Boualem Sansal Se Hitler voltasse hoje, com os mesmos planos, estou convencido de que depararia com uma multidão de gente bem-pensante, cheia de ternura e compreensão para com os monstros nazis, desejosa de lhes agradar e temerosa de passar por "nazifóbica". Confira o testemunho de quem nasceu, viveu e vive sob o Islão, e ama a Liberdade, que nós estamos a entregar de mão beijada aos terroristas: O politicamente incorrecto. Era preciso que um escritor lançasse este claro apelo ao nosso país, que ele considera atingido por uma cegueira, culpada dos excessos e dos perigos que este cidadão argelino, que nunca deixou o seu país, conhece muito bem. Boualem Sansal é um dos maiores escritores de Língua francesa da Argélia. Ele vive na Argélia. A 13 de Dezembro de 2016, o romancista e ensaísta foi o convidado de honra da Fondation Varenne em Paris. Esta instituição de utilidade pública, dedica-se à promoção do jornalismo, e atribui prémios anuais de reportagem a 26 jornalistas. Foi uma oportunidade para o escritor fazer um discurso magistral, de que reproduzimos aqui o essencial: Eu gostaria de dizer algumas coisas sobre o islamismo, que mantém o mundo num estado de encantamento, e a França em primeiro lugar – a França que é uma peça essencial na sua agenda de domínio global. É aqui que o islamismo acredita ganhar ou perder, na sua luta contra o Ocidente, e é por isso que aqui investe com tanta raiva. Ninguém melhor que um argelino consegue entender o que vocês estão a viver, e o que vocês sentem; a Argélia conhece o Islamismo, ela sofreu-o durante vinte anos. Eu não quero sugerir que o Islamismo na Argélia acabou, simplesmente porque o terrorismo abrandou. Pelo contrário: o Islamismo ganhou, e algumas vozes dissonantes que gritam no deserto não impedem que o islamismo tenha tudo na mão para alcançar o seu objectivo. Todo o seu programa, incluindo o terrorismo, é uma parte importante, mas não a parte mais importante. Há outros factores decisivos para a vitória do Islão: quebrar a resistência, desligar as luzes da Liberdade, e instalar mecanismos para a islamização completa da sociedade. Podemos dizer que o Islão realmente não começa realmente o seu trabalho senão após a passagem do rolo compressor do terror. Nessa fase, as pessoas estão prontas para aceitar tudo com entusiasmo, humildade e uma verdadeira gratidão [...] Alguns ajustes mais, e teremos uma perfeita República Islâmica, perfeitamente pronta a fazer parte do Califado Global. Na pequena cidade onde eu moro, a 50 quilómetros de Argel, uma cidade universitária com uma população de 25 000 habitantes, composta principalmente por professores, pesquisadores e estudantes, havia, antes da chegada Islamismo, na década de oitenta, uma pequena mesquita da época colonial, frequentada apenas por alguns velhos camponeses dos arredores. Hoje, depois de duas décadas de terrorismo e destruição, e enquanto o país carece de tudo, há quinze mesquitas, com alto-falantes de alta potência, ar condicionado e Internet, e digo-vos que, para as orações da sexta, as quinze não são suficientes para acomodar todos os penitentes. Vai ser preciso construir outras quinze ou requisitar as salas de aula e os laboratórios. Notem que eu não estou a dizer que os penitentes são islamistas, estou apenas a dizer que os líderes islâmicos têm sabido fazer as coisas, aproveitaram o clima e os bons e fiéis muçulmanos. Nunca, repito, eles nos pediram para nos tornarmos islamistas como eles. Ver "Compulsão na religião", Corão, sura 2, versículo 256. Na Argélia, seguimos com grande preocupação a evolução das coisas em França. Falo daqueles que têm amizade para convosco, e daqueles que têm parentes em França e que gostariam de continuar a vê-los viver a sua vida, tanto quanto possível, à francesa. Esses estão preocupados, muito preocupados, e até mesmo desesperados. Estão preocupados porque vêem, dia após dia, que a França ainda não sabe posicionar-se em relação ao Islamismo: é porco, é ovelha, é religião, é heresia? A França não sabe nomear as coisas, e isso é uma preocupação. Enquanto isso, a serpente islâmica teve tempo para instalar a confusão, e irá em breve desferir o golpe final. Insaciável como é, a serpente vai continuar a fazer amigos entre os grandes xeques do Golfo, que toda a gente sabe que são os financiadores da islamização, os temíveis salteadores de caravanas desta nossa época. Eles estão ansiosos por ver que em França as liberdades se transformaram em Macarthismo. O que está a passar-se, é que já não é possível falar sobre certos temas coisa sem se ser imediatamente arrastado para o tribunal e condenado. Eles por enquanto ainda vêm com avisos, multas e prisões, mas o dia não está longe em que seja aplicada a verdadeira Sharia. França: 2 anos de cadeia para quem criticar o Islão! França - Governo já aplica a Sharia Os Cagalhões Desprezíveis Estão preocupados e enojados por verem esta grande nação secular e vanguardista exibir os seus imãs e muftis, os seus paxás da UOIF, os seus líderes da CFCM, e para um toque moderno, duas ou três irmãs encapuzadas, em fundo, como no tempo das colónias. (...) Poder-se-ia pensar que a França não foi descolonizada, juntamente com as suas colónias, ou que o secularismo foi revogado por um decreto do Grande Imã. Estão preocupados e com raiva, porque os argelinos da França, que conhecem a verdadeira natureza do Islão, e, pior, que sabem que o Islão hipotecou o futuro dos seus filhos, não se envolvem na luta contra ele, para além dos protestos de que "O terrorismo não representa o Islão", "o Islão é paz, calor e tolerância", "o Islão é uma oportunidade para a França". Mas a urgência não é salvar o Islão! É salvar os filhos da morte! Estão preocupados e com medo de verem a Europa cair e tornar-se gerador de crises e amplificador de um monstruoso Islamismo europeu, que, pelas suas pretensões totalitárias e ódio em todas as direcções, é como o antigo nazi-fascismo, que assim o Islão ajuda a ressuscitar. Finalmente, estão desesperados, por verem que a França e a Europa estão longe de ser capazes de projectar e conduzir a única luta que pode superar o Islamismo: a "contra-jihad", concebida sob o mesmo princípio da jihad. E jihad não é uma simples guerra; são milhões de homens revoltados, em diferentes campos, sem restrições, sem freio, num movimento irreversível. Há ainda esperança? Sim, ela existe, é poderosa, a França é um grande país com uma grande História cheia de energia, e continua a viver e olhar para o futuro, mas todos sentimos que o esforço está a custar cada vez mais, que o veneno islamista corre cada vez mais nas veias da Sociedade, que a languidez de decadência lhe vai fazendo perder a coerência e a unidade, que o Governo nada faz, que a Europa toda está a perder-se para o Islamismo, e que todos já perceberam que o Fim está próximo. A esperança está precisamente aqui, nesta horrível sensação de Fim da História: o desespero é a sua melhor energia. Há uma condição: a França deve recuperar o uso da liberdade de expressão e torná-la uma arma. Se a guerra contra o terrorismo é travada com discrição e paciência, com inteligência e infiltração, o Islamismo deve ser combatido através da palavra, alto e bom som. Esta luta tem sido sempre a de jornalistas e escritores, eles têm mantido acesa essa chama. Não nos devemos esquecer de começar esta luta pelo exército de "idiotas úteis" e "bem-pensantes", que, com um punhado de considerações paternalistas, conseguiram paralisar a França e a entregaram aos islamistas e amanhã à guerra civil: "Não se deve meter tudo no mesmo saco", "o assassino do teu irmão também é teu irmão e por isso dá-lhe muitos beijinhos e abraços", "Se não deres a outra face és racista e islamofóbico", "A culpa é tua, porque foste colonizador, e, como tal, agora deves agora ser escravo", "Deves sentir remorso e deves fazer penitência", "Deves ceder o teu lugar e transformar-te num dhimmi", "Paz, tolerância e submissão é como deves responder aos teus algozes". É tão bom ser bonzinho... Repare-se que em nenhum momento eu falei do Islão. É que estamos na área do intocável: Islão, Alá, Maomé, o Alcorão, o califado, a ummah, o fim das heresias e da descrença. O Islão "é o horizonte insuperável do nosso tempo", como dizia o nosso querido Jean-Paul Sartre, se cá voltasse. Além disso, o islamismo não é nada, com a sua pobre Sharia e as suas espadas enferrujadas, que nós poderíamos desbaratar num dia, se quiséssemos [...] Nós vivemos as palhaçadas destas crianças mimadas, monstruosamente cruéis e insaciáveis. Saqueiam os países hoje, como saqueavam ontem, quando aprenderam a apanhar o avião e o elevador, saquearam os palácios e hoje compram os palácios do mundo livre e põem-nos a seu gosto. É disso que os "idiotas úteis" e "bem-intencionados" na verdade gostam: o dinheiro dos sheiks. O petróleo e o gás natural cheiram maravilhosamente. Billancourt (uma das cidades mais ricas de França) já não existe, desapareceu, ao mesmo tempo que uma certa França. Em Colombey-les-deux-Mosques (De Gaulle nasceu em Colombey-les-Deux-Eglises) há alguém que deve estar muito contrariado. Finalmente, eu quero dizer-vos a minha opinião sobre as recentes propostas do Institut Montaigne para reformar o Islão e para tornar possível a emergência de um 'Islão da França'. Quem fala em 'Islão da França' já está a proferir uma grande blasfémia; o Islão é um EM TODA A PARTE. Pelo jornal de domingo, 18 de Setembro do ano passado, fiquei a saber que as propostas são as seguintes: 1. Imposição da alimentação halal, 2. Construção de mesquitas 3. Formação de clérigos islâmicos 4. Ensino do Árabe às crianças em idade escolar 5. Ensino do Francês aos imãs 6. Obliteração da História 7. Criação de uma Secretaria de Estado do Secularismo e dos Assuntos Religiosos, operada diplomaticamente para abrigar a influência de regimes wahabitas da Arábia e do Qatar. Quando li isto, eu caí para trás, percebi que o plano era um programa de Arabização e Islamização dos mais severos, que não deixa nenhuma possibilidade de voltar atrás. Igual ao programa de Arabização e islamização que o governo argelino tem implementado na Argélia desde o início dos anos oitenta, sob pressão da Arábia Saudita, destinado a fazer de nós papagaios wahabitas salafisados. Temos de compreender a intenção do Instituto. Mesmo a longo prazo e num clima de paz, estas propostas não teriam o efeito de reformar o Islão e criar um Islão à francesa, aceite por todos. [...] Pelo contrário, a França está já num ponto muito avançado no caminho da islamização, e estas propostas generosas e inesperadas vão ajudar tremendamente a sua expansão e enraizamento. O efeito multiplicador e acelerador destas medidas não foi considerado no estudo, e 29% dos muçulmanos na França já estão em desacordo com a comunidade nacional. Parece que o Instituto não funciona com a realidade, mas com uma imagem da realidade. Tais propostas revelam que o objectivo pretendido pelos ataques terroristas foi alcançado: a França está pronta para jurar fidelidade ao Califa. Mas devo dizer-lhes que o Califa recebe o seu poder de Alá e não responde perante mais ninguém. Ele esmaga tudo no seu caminho, idiotas úteis e apaziguadores em primeiro lugar. Via Portões de Viena e Europe-Israel - O estado de encantamento hipnótico com o Islão é de tal ordem, que os testemunhos de muçulmanos moderados como este são descartados pela maior parte das pessoas, mais interessadas em não serem "racistas": - Este vídeo retrata o castigo dado a uma mulher que ousou vestir calças num país islâmico: - A lei islâmica já se aplica em muitas regiões da Europa, seja por Tribunais-sharia, seja pelas famosas patrulhas-sharia, que impõem o Islamismo aos nativos. Dir-se-ia que enlouquecemos.


Islamização: "A França preocupa-me..." - por Boualem Sansal
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há 21 horas

*Se Hitler voltasse hoje, com os mesmos planos, estou convencido de que depararia com uma multidão de gente bem-pensante, cheia de ternura e compreensão para com os monstros nazis, desejosa de lhes agradar e temerosa de passar por "nazifóbica". Confira o testemunho de quem nasceu, viveu e vive sob o Islão, e ama a Liberdade, que nós estamos a entregar de mão beijada aos terroristas:* *O politicamente incorrecto. Era preciso que um escritor lançasse este claro apelo ao nosso país, que ele considera atingido por uma cegueira, culpada dos excessos e dos perigos que este cidadão arge... mais »

DOCUMENTOS DA ONU RECENTEMENTE PUBLICADOS REVELAM QUE JÁ EM 1942 OS PAÍSES ALIADOS TINHAM CONHECIMENTO DO MASSACRE DOS JUDEUS
ShalomemSHALOM ISRAEL - Há um dia

Documentos da ONU de há 70 anos atrás só agora tornados públicos revelam que os países aliados tinham conhecimento do extermínio dos judeus que estava sendo levado a cabo por Hitler muito antes do que até agora se supunha. Estas evidências tinham até agora sido negadas pelo Departamento de Estado norte-americano. Um historiador recentemente entrevistado pelo jornal britânico *"The Independent"* confirmou que os países do Ocidente - os assim-chamados "aliados" para combater Hitler - tinham conhecimento do extermínio sistemático dos judeus da Europa às mãos de Hitler já em 1942. No s... mais »

Acto de bondade precedeu assassinato brutal de estudante britânica em Jerusalém
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há 2 dias

Na sequência de: *Terrorista apunhala e mata uma jovem em Jerusalém * *Hannah Bladon* *A jovem vítima do terrorismo que tinha dado o seu lugar a uma mãe que segurava uma criança era "a filha mais carinhosa, sensível e compassiva que se poderia desejar", disse a sua família enlutada.* *Hannah Bladon*, de 20 anos, estudante de intercâmbio na Universidade Hebraica de Jerusalém, foi esfaqueada até à mortepelo terrorista ‘palestino’ *Jamil Tamimi*, de 57 anos, residente em Ras al-Amud, um bairro árabe em Jerusalém. Viajando no metro de superfície de Jerusalém, na sexta-feira, no s... mais »

O MILAGRE DE ISRAEL
ShalomemSHALOM ISRAEL - Há 2 dias



História da Páscoa Judaica com tecnologia e imaginação
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há 3 dias

*Estudantes talentosos e criativos do prestigiado Instituto de Tecnologia Technion-Israel contam a história da Páscoa usando robôs e muita imaginação.* Neste vídeo, os estudantes do *Technion* usam uma máquina ao estilo *Rube Goldberg*, que conta história da Páscoa, com a separação do Mar Vermelho, a sarça ardente e montes de *matzah*! Eles até conseguiram representar todas as dez pragas. *Nota nossa: Reuben Garrett Lucius Goldberg foi um artista plástico, cartoonista, escultor, escritor e engenheiro norte-americano, especialmente famoso pelos desenhos humorísticos de máquinas c... mais »

Sevilha: Procissão de Sexta-feira Santa atacada entre gritos de 'Allahu Akbar'
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há 4 dias

*Terão sido islamistas, extrema-esquerdistas, puros vândalos, ou um misto dos anteriores? Em todo o caso, os gritos de Allahu Akbar causaram desde logo o pânico entre as pessoas que participavam no evento religioso. Se tivessem sido gritos de Namasté, ou Shalom, ou Jesus Salva, não teriam causado a debandada. * *As Televisões dizem que "a procissão foi atacada com barras de ferro". Depois de os camiões atropelarem sozinhos, depois de as bombas explodirem sozinhas, agora as barras de ferro também atacam sozinhas! Tristes jornalistas... * *Lembramos que os muçulmanos atacam regul... mais »

Terrorista apunhala e mata uma jovem em Jerusalém
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há 5 dias

*Uma jovem morreu hoje, depois de ser esfaqueada por um terrorista 'palestino' perto da Cidade Velha de Jerusalém. **Outras duas pessoas ficaram feridas*. Um terrorista 'palestino' apunhalou e matou uma mulher dentro de um metro de superfície em Jerusalém, perto da Cidade Velha, na manhã desta sexta-feira. Médicos de emergência tentaram salvar a vítima, uma mulher de 23 anos do Reino Unido. *"Às 12h50, a Estrela Vermelha (MDA) de Jerusalém recebeu um relatório de um [indivíduo] esfaqueado perto do **metro de superfície em Jerusalém. **Paramédicos da MDA estão a tratar um ind... mais »

No Al-Público há lápis verde Islão
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há 5 dias

*Há lápis azul no “Público”?* - pergunta o blogue Cedilha. Claro que não! No *Al-Público* só há lápis verde Islão e vermelhão comunista. Chegámos a ter uma secção intitulada *Al-Público*, mas já nem vale a pena repisar o óbvio. O *Al-Público *cairá de podre. *A história está no:* *Obamatório* *Não deixe de ler:* *Histeria histórica* *Dois excertos:* *"Obviamente, é na esquerda que se encontram os verdadeiros neonazis – aliás, convém nunca esquecer que os nazis originais integravam o Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães. Qual é a ideologia dos que – e não s... mais »

Google/YouTube a caminho da censura total
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há 6 dias

*Jamais as pessoas tiveram a possibilidade de fazer circular a informação, como agora, que temos a Internet. Hoje é possível saber quais os jornalistas e os políticos que mentem. E são quase todos. Hoje é possível sair do condicionamento ideológico em que até aqui fomos mantidos (ou, como se diz em linguagem alegórica, "sair da Matrix").* *Graças ao poder da Internet, milhões de pessoas estão a deixar de consumir a banha da cobra que lhes era servida. Graças ao poder da Internet, * *TRUMP foi eleito, esmagando os jornaleiros das fake news, das calúnias, das sondagens falsas, da pr... mais »

Bênção Sacerdotal de Páscoa em Jerusalém
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há 6 dias

*O acto mais maravilhoso que reúne todos os judeus* *Dezenas de milhar de pessoas participaram no evento mais especial da Páscoa, chamado Birkat Cohanim (a bênção sacerdotal), que atrai milhares de pessoas ao Kotel (Muro das Lamentações) na Cidade Velha de Jerusalém.* Mais de 80.000 pessoas lotaram a praça do *Kotel* (Muro das Lamentações), na Cidade Velha de Jerusalém na quinta-feira de manhã durante a cerimónia de *Birkat Cohanim*. Centenas de *Cohanim*, membros da classe sacerdotal tradicional e descendentes do* Aarão* Bíblico, recitaram a seguinte bênção (*Números** 6: **24... mais »

Família Etíope celebra o Festival da Liberdade em Israel
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há 6 dias

*Outro nome para Páscoa é o Festival da Liberdade. Neste vídeo - feito para crianças, mas também excelente para adultos! - uma família judia etíope celebra a sua liberdade em Israel.* Esta família está entre os cerca de 125.000 judeus etíopes que fizeram a *aliah*, a imigração para Israel, nas últimas décadas. Para eles, a festa da Páscoa, que comemora o Êxodo judeu do Egipto, tem um significado especial. No início da década de 1970, milhares fugiram da Etiópia a pé para o Sudão, assim como os escravos israelitas tinham fugido do Egipto; Muitos morreram ao longo do caminho. Na dé... mais »

AHMADINEJAD CANDIDATA-SE ÀS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS NO IRÃO
ShalomemSHALOM ISRAEL - Há 6 dias

Numa inesperada e surpreendente resolução, o ex-presidente da República Islâmica do Irão, o cruel e hediondo inimigo de Israel Mahmoud Ahmadinejad, comunicou ontem ao seu país que também se candidataria às próximas eleições presidenciais a realizar no próximo mês de Maio. Esta decisão surpreende ainda mais quando se sabe que este inimigo de Israel tinha sido aconselhado pelo próprio líder supremo do Irão a manter-se fora da corrida presidencial. Julgava-se que o actual e alegadamente "moderado" presidente Rouhani - autor do enganoso acordo nuclear com Hussein Obama e outros pacóvios... mais »

MILHARES DE JUDEUS VISITAM A CAVE DE MACPELA, NA CIDADE BÍBLICA DE HEBRON
ShalomemSHALOM ISRAEL - Há uma semana

Muitos milhares de judeus estão visitando a cave de Macpela durante a época das festas bíblicas da Páscoa judaica. Durante a maior parte do ano só uma parte da cave é aberta para as visitas de judeus, mas na altura da Páscoa todo o espaço fica disponível para visitas, o que atrai uma grande quantidade de judeus religiosos e não só. A segurança está sendo garantida por cerca de 1.000 militares das Forças de Defesa de Israel, polícias e polícias de fronteira. Os peregrinos e os turistas visitam vários santuários na zona de Hebron e fazem orações dentro da própria cave. Vários túmulos ... mais »

Borussia Dortmund bombardeado "em nome de Alá, o Clemente, o Misericordioso"
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há uma semana

*"Queiramos ou não, os muçulmanos vêem-nos como vêem aos israelitas: como populações infiéis a invadir, submeter e dizimar."* *Ontem à noite, o clube de futebol alemão Borussia Dortmund ia jogar com o Mónaco, na Alemanha, uma importante partida da Liga dos Campeões. O autocarro em que viajavam os jogadores da equipa alemã foi atacado à bomba. * Imediatamente, os especialistas de tudo e mais alguma coisa - nomeadamente em Islão - que monopolizam os *media*, acorreram a clamar que tinham sido adeptos de uma outra equipa alemã os autores do ataque. Seriam talvez até marcianos, ma... mais »

Devem os Estados Unidos ser o Polícia do Mundo?
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há uma semana

Na sequência de: *Trump ataca regime de Assad - "vistas curtas"?* E a propósito: *Acção dos EUA contra o genocídio: Um breve guia* *O ataque de mísseis de Trump contra a Síria inaugura um novo capítulo na longa e controversa história das respostas americanas - e às vezes não-respostas - aos assassinatos em massa em todo o mundo.* Por *Rafael Medoff* Embora o assassinato de civis sírios pelo regime do Presidente *Bashar al-Assad* não constitua, tecnicamente, genocídio - que as Nações Unidas definiram em 1948 como* "a intenção de destruir, no todo ou em parte, um grupo nacional,... mais »

Feridos sírios transferidos para hospitais israelitas
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há uma semana

*Soldados das Forças de Defesa de Israel nos Montes Golan transferindo alguns dos 3000 sírios que foram levados para Israel para tratamento médico desde o início da guerra civil síria:* [image: https://worldisraelnews.com/watch-idf-transfers-wounded-syrians-to-israeli-hospitals/] *Israel vai ajudar os sobreviventes dos ataques com gás na Síria* *De vez em quando noticiamos a ajuda israelita às vítimas da guerra na Síria:* *Israelitas em missões secretas na Síria para salvar vidas**Israel trata sírios feridos na guerra**A situação na Síria e a ajuda de Israel**Antes do Yom ... mais »

O MESSIAS YESHUA (JESUS): A NOSSA PÁSCOA!
ShalomemSHALOM ISRAEL - Há uma semana

Milhões de judeus em todo o mundo reuniram-se na noite de ontem com a família e amigos para uma refeição especial denominada *"seder."* Esta noite haverá um segundo *"seder" *pelo mundo fora. Durante a refeição, é narrada a História de como Deus viu a aflição do Seu povo, e como o tirou da opressão do Egipto com mão poderosa e braço estendido. *YESHUA É O VERDADEIRO CUMPRIMENTO DA PÁSCOA* Infelizmente, para a esmagadora maioria dos judeus, a comemoração fica-se apenas por aí. Mas, a Páscoa é muito mais do que a libertação do Egipto. Enquanto ali foi uma libertação física, com o sacri... mais »

Mais um ataque islamista contra os verdadeiros egípcios
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há uma semana

*Mais estes 44 cristão assassinados no Egipto, ontem, Domingo de Ramos. São uma pequena parcela no Holocausto que está em curso, perante a indiferença do Mundo. Lembramos que a cada 5 minutos é assassinado 1 cristão em nome do Islão. * *"Luta contra aqueles que não acreditam em Alá ou no Último Dia, que não proíbem o que foi proibido por Alá e Seu Mensageiro, e que não reconhecem a Religião da Verdade (Islão), mesmo que sejam do Povo do Livro (cristãos e judeus), até que paguem o imposto tributo jizyah em submissão, sentindo-se subjugados e humilhados. "[Outra tradução diz:] "p... mais »

PÁSCOA JUDAICA INICIA-SE ESTA NOITE
ShalomemSHALOM ISRAEL - Há uma semana

Começa esta noite a celebração da Festa da Páscoa, em que durante os próximos 7 dias os judeus de todo o mundo e muitos cristãos bíblicos estarão comemorando a grande libertação do jugo da escravidão no Egipto através da poderosa manifestação do juízo de Deus sobre o Faraó e seu povo, ao mesmo tempo que protegendo os israelitas através da marca do sangue nas ombreiras das portas das suas casas. A última refeição comida naquela condição teria de ser cordeiro assado, acompanhado de vinho e outros alimentos, como o pão não fermentado. Para os judeus, a refeição celebrada esta noite em... mais »

França: Polícia encobre execução de mulher judia por muçulmano
Oliveira da FigueiraemAmigo de Israel - Há uma semana

*França: muçulmano aos gritos de "Allahu Akbar" assassina mulher judia; Polícia encobre acto terrorista. * *"Os vizinhos disseram à Polícia que, de madrugada, o terrorista subiu ao terceiro andar do complexo de apartamentos, gritou "Allahu Akbar", e atacou violentamente **Halimi, antes de a empurrar para a morte. Durante a investigação policial, o terrorista afirmou que o Alcorão lhe ordenara que a matasse".* Em resposta a um muçulmano gritando *"Allahu Akbar"* e matando uma mulher judia, e, em seguida, invocando o *Alcorão *como justificação, temos a resposta previsível das au... mais »