domingo, 16 de abril de 2017

Netanyahu: 'Rússia e EUA devem cooperar na liquidação das armas químicas da Síria'"Israel não permitirá que nenhuma força na terra ameace seu futuro", disse Netanyahu, ao proferir uma crítica devastadora ao acordo nuclear do Irã. "Israel fará o que for preciso para defender o estado e defender o povo", conculiu o primeiro ministro em maio às tensões entre os Estados Unidos e a Síria.






Netanyahu: Israel fará o que for preciso para se defender
© Sputnik/ Sergei Guneev
ORIENTE MÉDIO E ÁFRICA
12:39 15.04.2017(atualizado 16:01 15.04.2017) URL curta
4323011023
Israel vai fazer o que for necessário para se defender e não permitirá que o Irã desenvolva armas nucleares, disse o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, à Assembléia Geral da ONU.




© AFP 2017/ SEBASTIAN SCHEINER
Netanyahu: 'Rússia e EUA devem cooperar na liquidação das armas químicas da Síria'"Israel não permitirá que nenhuma força na terra ameace seu futuro", disse Netanyahu, ao proferir uma crítica devastadora ao acordo nuclear do Irã.



"Israel fará o que for preciso para defender o estado e defender o povo", conculiu o primeiro ministro em maio às tensões entre os Estados Unidos e a Síria.

Em 17 de março, os militares israelenses efetuaram vários ataques aéreos contra o território sírio, sendo que estes foram seguidos pelo lançamento de vários mísseis antiaéreos contra os aviões militares israelenses que sobrevoavam o território da Síria.

Um dos mísseis teria sido alegadamente interceptado pelo sistema da defesa antimísseis israelense Arrow. Porém, as autoridades sírias afirmam que eles abateram com sucesso um avião israelense nas cercanias de Damasco.

Após os incidentes mencionados, Israel ameaçou conduzir ataques especificamente para destruir as baterias antiaéreas sírias.

Israel e a Síria não estiveram envolvidos em qualquer tipo de uma confrontação militar séria desde que começou a guerra civil na Síria seis anos atrás.