quinta-feira, 11 de maio de 2017

''Israel nasceu trabalhista. Tem muitas coisas que nos ligam, que nos aproximam, que nos identificam e que fazem com que a gente respeite e seja respeitado, e admire a luta do povo israelita". "Tenho a compreensão muito clara que o Brasil precisa cada vez mais estabelecer relações diplomáticas, de comércio, cultural, de identidade com o povo de Israel, até porque Israel é uma grande nação democrática do mundo e deve ser vista e respeitada.''


http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/05/colunas/reporter_brasilia/561868-estado-de-israel.html





Edgar Lisboa Repórter Brasília Notícia da edição impressa de 11/05/2017. Alterada em 10/05 às 20h38min - Jornal do Comércio (http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/05/colunas/reporter_brasilia/561868-estado-de-israel.html)

Pompeo de Mattos
Pompeo de Mattos EDGAR LISBOA/ESPECIAL/JC 

A criação do Estado de Israel foi comemorada, com sessão solene, ontem, na Câmara dos Deputados. O deputado federal gaúcho Pompeo de Mattos (PDT) destacou a importância da decisão de Osvaldo Aranha, um brasileiro, gaúcho, que, "com sua atitude ímpar, com sua tenacidade, sua postura e sua firmeza, viabilizou a criação do Estado de Israel. Nós não teríamos visto esse acontecimento de grandeza lá no ano de 1947, quando Osvaldo Aranha presidiu a sessão da ONU e escreveu o Brasil também para ser o país que sempre abriria a Conferência das Nações Unidas. Osvaldo Aranha cravou isso na história". Segundo Pompeo de Mattos, "nós, brasileiros, temos um orgulho muito grande; nós, gaúchos, um pouco mais ainda; e eu, de uma forma especial, porque Osvaldo Aranha é um discípulo de Getulio trabalhista (amigo e aliado de Getulio Vargas). Israel nasceu trabalhista. Tem muitas coisas que nos ligam, que nos aproximam, que nos identificam e que fazem com que a gente respeite e seja respeitado, e admire a luta do povo israelita". "Tenho a compreensão muito clara que o Brasil precisa cada vez mais estabelecer relações diplomáticas, de comércio, cultural, de identidade com o povo de Israel, até porque Israel é uma grande nação democrática do mundo e deve ser vista e respeitada. Por isso, essa homenagem do Parlamento", afirmou Pompeo de Mattos, que destacou a presença do povo israelense no Rio Grande do Sul, com sua marca, sua referência, sua religiosidade. Disse que muita coisa transcende a presença do povo israelita em território gaúcho. A "gente reconhece e respeita isso e saúda como algo positivo", assinalou o parlamentar. - Jornal do Comércio

 (http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/05/colunas/reporter_brasilia/561868-estado-de-israel.html)