quinta-feira, 22 de junho de 2017

PREVALEÇA ISRAEL E SOCORRA O POVO IRANIANO DE GOVERNO ABOMINÁVEL QUE O DOMINA

POVO IRANIANO: BUSQUE IEHOUAH TSEVA'OT, DERRUBE O REGIME DOS AIATOLÁS E PEÇA AJUDA DE ISRAEL E AMIGOS GLOBAIS DA LIBERDADE




'Com Irã não se brinca': uma mensagem clara a Israel, EUA e Arábia Saudita
© AP Photo/ Morteza Fakhrinejad
ORIENTE MÉDIO E ÁFRICA
05:54 20.06.2017(atualizado 06:06 20.06.2017)URL curta
80105646012
O ataque do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica contra os terroristas na província síria de Deir ez-Zor é um aviso direto não apenas aos jihadistas, mas também a seus patrocinadores: Israel, EUA e Arábia Saudita, afirmou à Sputnik Persa Husein Sheijoleslam, conselheiro do ministro das Relações Exteriores do Irã.


"Está claro que é uma mensagem não apenas para os terroristas, mas também para seus patrocinadores: Israel, EUA e a monarquia governante da Arábia saudita, que, de facto, [através dos terroristas] realizaram uma série de massacres na região. O Irã, em qualquer caso, tem a liberdade de exibir seu poderio e levar a cabo um ataque em qualquer lugar onde os terroristas se escondam. É um aviso a todos aqueles que criaram e continuam criando o mal na região", assinalou Husein Sheijoleslam.



© REUTERS/ MAHMOOD HOSSEINI
Teerã comenta resultado do seu ataque 'avassalador' de mísseis contra Daesh (VÍDEO)O diplomata iraniano advertiu que, caso seja necessário, o Irã está disposto a repetir o ataque com mísseis contra os jihadistas, coordenando-o com os países da coalizão (Síria, Líbano, Iraque, Rússia).



Outro interlocutor da Sputnik Persa, próximo ao Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, Shemshadi Hasan, sublinhou que o ataque foi cuidadosamente coordenado e bem pensado.

"Isso demonstra a coerência e alto nível da inteligência. É um aviso aos terroristas: onde quer que estejam, localizá-los-emos", declarou Shemshadi Hasan.

Segundo o especialista, Deir ez-Zor é uma região onde os terroristas do Daesh (proibido na Rússia) se concentraram após terem sido derrotados em outras frentes. Assentaram nesta província com todas suas armas e equipamento, acrescentou.



© AFP 2017/ YOUNIS AL-BAYATI
'Daesh é fruto do projeto Ninho de Vespas gerenciado por EUA e Arábia Saudita'Ao mesmo tempo, Shemshadi Hasan frisou que o ataque realizado pelo Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica é uma mensagem para todos aqueles que apelam ao conflito com o Irã.



"É uma mensagem para todos os ‘amigos' estrangeiros dos terroristas. Com o Irã não se brinca", sublinhou.

Shemshadi Hasan recordou que "depois da primeira viagem de Trump à Arábia saudita, foram firmados vários acordos de bilhões de dólares para o fornecimento de armas norte-americanas, e Riad declarou que se aproximaria das fronteiras do Irã para, supostamente, castigar o país por todas as coisas que fez na região".

"Mas este ataque é uma ligeira bofetada aos terroristas e, caso não parem suas ações destrutivas…vamos dar-lhes uma bofetada ainda mais forte", avisou.




...
6012

por taboola
Links patrocinados Recomendado Para Você

Mini rastreador surpreende bandidosRastreR




30 Fotos históricas raras, que você não verá em livros didáticosPressroomVIP




Descubra como preencher a barba falhada e fazer sucesso com as mulheresBeardBooster




.

Exército sírio é capaz de 'caçar' terroristas até de noite (VÍDEO)




Xiitas da Arábia Saudita defendem execução da família Saud




Casa Branca emite alerta sem precedentes para o Irã






Mais:Irã e China começam manobras conjuntas no golfo Pérsico no meio de crise regionalSenador americano: base dos EUA na Síria é violação óbvia do direito internacional
Tags:
combate ao terrorismo, conflito armado, Israel, Arábia Saudita, EUA, Síria, Irã
Padrões da comunidadeDISCUSSÃO
COMENTAR NO FACEBOOKCOMENTAR NA SPUTNIK