domingo, 2 de julho de 2017

Americanos e israelenses são a vanguarda do mundo civilizado, porém seus esforços tem que ser liderados pela mais estrita visão sionista pois é a única que faz frente aos desafios globais. De fato, enquanto a maior parte das liberdades globais são defendidas e facultadas massivamente por norte-americanos e israelenses, aqueles que as usufruem, e são inimigos naturais dos mesmos, falam e vivem tolices pela incapacidade de realizarem sua própria felicidade. Como se vê em posições carregadas de preconceito e ignorância. Por exemplo: questão Kazar: se pessoa ou grupo se converte à Torah na medida alcançável à consciência do mesmo, se torna parte do povo da Torah independente de linhagens genealógicas. Segundo a Bíblia Hebraica os próprios hebreus são formados por ventres de outros povos cuja conversão começa com decisão de adesão. Portanto levar em consideração a adesão de pessoas de qualquer parte do planeta ao mundo hebreu não desfaz da herança de Avraham assim como esta também pode estar contida em diferentes locais do globo pelos fatores migratórios da humanidade sem desmerecer o poder da atitude alheia. Esse é um dos grandes potenciais do sionismo; nós somos muitos esforços de muitas direções e unidos no nosso interesse dominante. Aqueles que se opõe a isso são uma ilusão e fracasso milenar. Basta olhar para como Israel resistiu e prevaleceu contra o apoio que Obama inclinou para as causas terroristas islâmicas, pois a América também é vítima de antissemitismo e sempre Israel deve ser pleno na responsabilidade por si mesmo


https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/201707018771121-israel-porta-avioes-eua-george-bush/


OUVIR RÁDIO

BUSCA


Porta-aviões norte-americano chega à costa de Israel
© AP Photo/ Claude Paris
ORIENTE MÉDIO E ÁFRICA
11:06 01.07.2017(atualizado 11:12 01.07.2017)URL curta
9773901421
O porta-aviões nuclear USS George H.W. Bush, da Marinha dos EUA, chegou à costa israelense, se tornando assim o primeiro navio deste tipo nas águas do país nos últimos 17 anos.


© AP PHOTO/ ODED BALILTY
O que significa a visita de Donald Trump a Israel para a comunidade judaica?Como destaca a TV local, o navio lançou âncora perto da cidade setentrional de Haifa e, como se espera, permanecerá no local durante quatro dias.

"O porta-aviões gigante USS George H.W. Bush, batizado em nome do ex-presidente americano, lançou âncora na entrada do golfo de Haifa. Estão marcadas excursões para milhares de militares norte-americanos de várias cidades israelenses", acrescenta o canal.

A visita do premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, bem como do ministro da Defesa, Avigdor Lieberman, ao porta-aviões está prevista para segunda-feira (3).

A bordo do navio estão mais de 5.700 militares, bem como dezenas de aviões e helicópteros. O USS George H.W. Bush participa já durante dois anos das operações contra o Daesh (organização terrorista, proibida na Rússia).


...
1421

por taboola
Links patrocinados Recomendado Para Você

Método revoluciona aprendizado acelerado do inglês.Conheça.Acelerador do Inglês

Peritos chocados com novo truque que faz compradores online poupar milhares em BrasilMadBId.com

Método estranho acaba com ronco e vira febre em Salvador. Saiba como!Fim do Ronco

.

Coreia do Norte ameaça 'punir sem piedade' Israel

Opinião: disparos contra aviões israelenses na Síria são 'aviso delicado'

CIA revela como Israel escondeu suas atividades dos EUA

Mais:Políticos prognosticam nova guerra pela Faixa de Gaza entre Palestina e IsraelRetaliação: Israel ataca bases do Hamas na Faixa de GazaIsrael prepara contêiner marítimo com surpresa para seus adversários (VÍDEO)
Tags:
porta-aviões, USS George H.W. Bush, EUA, Haifa, Israel
Padrões da comunidadeDISCUSSÃO
COMENTAR NO FACEBOOKCOMENTAR NA SPUTNIK