sexta-feira, 4 de agosto de 2017

"Nenhum governo fez tanto pela colonização como o que dirijo", gabou-se Netanyahu durante a cerimónia em Beitar Illit, colonato com uma população ultraortodoxa a sul de Jerusalém. Beitar Illit é o colonato israelita mais populoso da Cisjordânia, com 50.000 habitantes.


http://www.dn.pt/mundo/interior/netanyahu-diz-que-nenhum-governo-fez-tanto-pela-colonizacao-como-o-seu-8682760.html

Netanyahu diz que nenhum governo fez tanto pela colonização como o seu


EPA/AMIR COHEN / POOL

PUB


O primeiro-ministro israelita esteve na cerimónia de lançamento da primeira pedra de um novo bairro na Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, declarou esta quinta-feira que nenhum governo fez tanto como o seu pela colonização, durante a cerimónia de lançamento da primeira pedra de um novo bairro num colonato na Cisjordânia ocupada.

"Nenhum governo fez tanto pela colonização como o que dirijo", gabou-se Netanyahu durante a cerimónia em Beitar Illit, colonato com uma população ultraortodoxa a sul de Jerusalém.

Beitar Illit é o colonato israelita mais populoso da Cisjordânia, com 50.000 habitantes.

A construção de colonatos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada, é ilegal face ao direito internacional. A colonização é considerada pelos palestinianos e por grande parte da comunidade internacional como um dos principais obstáculos à paz.

O novo bairro, do qual o primeiro-ministro israelita lançou a primeira pedra, terá mais de mil habitações.

Segundo o diário israelita Jerusalem Post, trata-se da primeira vez que Netanyahu participa numa cerimónia para o alargamento de um colonato desde o seu regresso ao poder em 2009.

"Atuamos sempre com energia pela colonização", disse Netanyahu, assegurando que as autoridades israelitas iam agir "rapidamente para criar o colonato de Amichai", destinado a realojar os habitantes do colonato de Amona, demolido em fevereiro por decisão da justiça israelita.

Israel iniciou a construção de Amichai em junho, a primeira vez em 25 anos que se constrói um novo colonato na Cisjordânia, ocupada pelo exército israelita há meio século. A colonização tem sido feita habitualmente através do alargamento de colonatos existentes.

A construção nos colonatos na Cisjordânia aumentou 70% num ano, segundo os dados do departamento central de estatísticas de Israel divulgados em junho. Os números não incluem Jerusalém Oriental que os israelitas consideram território do país.

Mais de 600.000 colonos israelitas coexistem com perto de três milhões de palestinianos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental.