quinta-feira, 24 de maio de 2018

"Nos comprometemos a aumentar as construções na Judeia Samaria e cumprimos nossas promessas", destacou o ministro da Defesa, que usa o nome bíblico para fazer referência à Cisjordânia ocupada. "Nos próximos meses, vamos pedir autorização para construir milhares de residências adicionais", completou.


Israel anuncia plano para construir 2,5 mil casas na Cisjordânia
Maioria dos países considera ilegal a construção de assentamentos no território que Israel capturou em uma guerra em 1967. Governo israelense rebate o argumento.

Por G1

24/05/2018 08h58 Atualizado há menos de 1 minuto

O ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, anunciou nesta quinta-feira (24) que solicitará a aprovação de um plano para construir 2,5 mil casas em 30 colônias da Cisjordânia ocupada, segundo a France Presse.



"As 2,5 mil novas residências que vamos autorizar durante o comitê de planejamento na próxima semana próxima serão construídas imediatamente em 2018", afirmou em um comunicado.

Lieberman indicou que também solicitará a aprovação do comitê para a construção de outras 1,4 mil casas mais à frente.

"Nos comprometemos a aumentar as construções na Judeia Samaria e cumprimos nossas promessas", destacou o ministro da Defesa, que usa o nome bíblico para fazer referência à Cisjordânia ocupada.

"Nos próximos meses, vamos pedir autorização para construir milhares de residências adicionais", completou.

A maioria dos países considera ilegal a construção de assentamentos israelenses no território que Israel capturou em uma guerra em 1967. Israel rebate o argumento de que os assentamentos são ilegais e afirma que o futuro deles deve ser determinado em negociações de paz com os palestinos, segundo a Reuters.

Na terça-feira, o ministro palestino das Relações Exteriores, Riyad Al Maliki, afirmou no Tribunal Penal Internacional que as colônias israelenses constituem a "ameaça mais perigosa para a vida dos palestinos e seus meios de subsistência".



© Copyright 2000-2018 Globo Comunicação e Participações S.A.