sexta-feira, 30 de novembro de 2018

BARUCH ATAH IEHOUAH - LAMEDENI CHUQUEICHA




יהוה Iehouah Elohim - O Adonai Soberano pelos serviços do Judaísmo Hebraísta. Através da Inteligência; Honra; ...

Iehouah de m.facebook.com
Iehouah יהוה . 66 likes · 4 talking about this. Iehouah O Absoluto Soberano - Yehowah Elohim Adonai - Infinita ...

Iehouah de m.facebook.com
Iehouah יהוה . 66 curtidas · 4 falando sobre isso. Iehouah O Absoluto Soberano - Yehowah Elohim Adonai - Infinita ...

Iehouah de m.iehouah.com
10 de nov de 2011 ·JUDAÍSMO HEBRAÍSTA REPRESENTA O SOBERANO SENHOR IEHOUAH ELOHIM ATRAVÉS DA ...

Primeiro artigo do Blogspot à serviço de Iehouah que exprimiu posição de defesa sionista pública do povo judeu e  ...

Iehouah de mobile.twitter.com
The latest Tweets from IEHOUAH יהוה Iehouah (@iehouahelohim). Iehouah יהוה é o nome, a pronúncia, som e forma ...

Para usar esta imagem numa página da Wikipédia inserir: [[Imagem: IEHOUAH Geneva Bible 1560 Psalm 83 18.

Iehouah de www.discogs.com
Explore releases and tracks from iehouah at Discogs. Shop for Vinyl, CDs and more from iehouah at the Discogs ...

Iehouah de br.pinterest.com
Louvai ao nome יהוה Iehouah pois ele ordena e existimos - Bem vindo Terceiro Universo de 22 Ciclos cada com 22 ...
Brasil
Salvador, Bahia - Do seu endereço IPUsar local preciso - Saiba mais
judaismohebraista@gmail.com - Mudar de conta

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

“Quem não foi para o Egito foi só o chanceler Aloysio Nunes. Todo o corpo empresarial que estava previsto para ir para o Egito foi, inclusive a pedido das autoridades egípcias”, afirmou. O deputado também disse que o chanceler do próximo governo, Ernesto Araújo, deve cumprir a agenda e "com certeza fará bons negócios lá". "Até porque, neste meio de transição, eu já recebi duas vezes a visita dos embaixadores dos Emirados Árabes Unidos”. Sobre possíveis consequências para o comércio internacional e represálias de outros países por causa da mudança, o deputado afirmou que acredita que será possível encontrar uma maneira de solucionar a questão. “Eu acredito que a política no Oriente Médio já mudou bastante também. A maioria ali é sunita. E eles veem com grande perigo o Irã. Quem sabe nós apoiando políticas para frear o Irã, que quer dominar aquela região, a gente não consiga um apoio desses países árabes”.


Toggle navigation


Por 

Mudança de embaixada em Israel está decidida, diz Eduardo Bolsonaro



Publicado em 27/11/2018 - 18:15

Por Paola De Orte - Repórter da Agência Brasil Washington


O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou hoje (27) que o futuro governo tem a intenção de mudar a embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv para Jerusalém. O deputado disse que acredita que já está decidido que a mudança ocorrerá e que “a questão não é perguntar se vai [ocorrer], a questão é perguntar quando será”, afirmou.

“A gente ainda não sabe ao certo dentro do governo a data, como é que ocorre. A gente tem a intenção e a ideia”, disse. A afirmação foi feita em Washington, depois de o deputado ter se reunido na Casa Branca com o conselheiro sênior e genro de Donald Trump, Jared Kushner. Kushner é um dos principais articuladores da política para o Oriente Médio do governo Trump.

No início de novembro, uma visita do chanceler brasileiro, Aloysio Nunes, ao Egito foi cancelada pelo governo do país. O cancelamento ocorreu após o anúncio de Jair Bolsonaro de que tinha a intenção de mudar a embaixada de Tel Aviv para Israel. Sobre o cancelamento, o deputado afirmou que não vê “crise nenhuma”, pois, segundo ele, a visita foi apenas adiada para o próximo ano.

“Quem não foi para o Egito foi só o chanceler Aloysio Nunes. Todo o corpo empresarial que estava previsto para ir para o Egito foi, inclusive a pedido das autoridades egípcias”, afirmou. O deputado também disse que o chanceler do próximo governo, Ernesto Araújo, deve cumprir a agenda e "com certeza fará bons negócios lá". "Até porque, neste meio de transição, eu já recebi duas vezes a visita dos embaixadores dos Emirados Árabes Unidos”.

Sobre possíveis consequências para o comércio internacional e represálias de outros países por causa da mudança, o deputado afirmou que acredita que será possível encontrar uma maneira de solucionar a questão. “Eu acredito que a política no Oriente Médio já mudou bastante também. A maioria ali é sunita. E eles veem com grande perigo o Irã. Quem sabe nós apoiando políticas para frear o Irã, que quer dominar aquela região, a gente não consiga um apoio desses países árabes”.

O deputado também afirmou que não conversou com Jared Kushner sobre uma futura visita do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao Brasil. Segundo ele, o tema deve ser discutido durante a visita ao Brasil do Conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton, no dia 29 de novembro, para encontro com o presidente eleito Jair Bolsonaro.

O deputado cumpre agenda nos Estados Unidos desde ontem (26), quando se reuniu com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, com o secretário-adjunto do Tesouro Americano, David Malpass, participou de evento no American Enterprise Institute e de reuniões com representantes do Departamento de Estado, do vice-presidente norte-americano Mike Pence, do Departamento de Comércio e do Conselho de Segurança Nacional. Hoje, além do encontro com Kushner, Bolsonaro esteve na Câmara de Comércio Brasil – Estados Unidos, onde se reuniu com empresários e investidores.

Deputado Eduardo Bolsonaro com boné que ganhou de apoiadores em Washington - Paola de Orte
Edição: Sabrina Craide


DESEJA FAZER ALGUM TIPO DE MANIFESTAÇÃO?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.


Últimas notícias


28/11/2018 - 20:14Economia
28/11/2018 - 20:08 Política

28/11/2018 - 19:50Economia
28/11/2018 - 19:30Economia

28/11/2018 - 19:24Economia

28/11/2018 - 19:15 Geral










Reprodução autorizada mediante indicação da fonte.

" O presidente Donald Trump considera Israel um exemplo virtuoso para o Oriente Médio e a única razão para permanência dos Estados Unidos na região."







Tropas dos EUA permanecerão no Oriente Médio pelo bem de Israel, diz Trump
10:54 28.11.2018(atualizado 11:07 28.11.2018)URL curta
515


O presidente Donald Trump considera Israel um exemplo virtuoso para o Oriente Médio e a única razão para permanência dos Estados Unidos na região.


Enquanto dizia ao jornal The Washington Post, na terça-feira (27), que a queda dos preços do petróleo pode ser uma razão para uma possível retirada militar dos EUA do Oriente Médio, Trump ainda acrescentou que "uma razão para ficar é Israel".


© AFP 2018 / JALAA MAREY
'Colinas de Golã permanecerão para sempre em nossas mãos', afirma NetanyahuNão é a primeira vez que Trump usa Israel como exemplo brilhante para o Oriente Médio, escreveu o jornal The Jerusalem Post.



Durante reunião com o presidente russo, Vladimir Putin, em julho em Helsinque, Trump declarou que "nós trabalhamos longa e arduamente com Israel por muitos anos", e que os Estados Unidos nunca estiveram mais próximos do Estado judeu do que agora.

"O presidente Putin também está ajudando Israel, e ambos conversamos com 'Bibi' Netanyahu e eles gostariam de fazer algumas coisas a respeito da Síria, relacionadas à segurança de Israel", afirmou Trump, aparentemente insinuando que os EUA e a Rússia estão trabalhando com Israel e "Israel [está] trabalhando conosco [com EUA]".


© AP PHOTO / LEO CORREA
Diplomacia 'imprudente' de Bolsonaro pode custar caro ao Brasil, diz cientista político"Eu acho que o trabalho [da Rússia] com Israel é uma coisa importante — e criação de segurança para Israel é algo que tanto o presidente Putin quanto eu gostaríamos de ver muito", observou Trump.



As relações entre os Estados Unidos e Israel estão em ascensão desde a eleição de Donald Trump em 2016.

Em maio de 2018, os Estados Unidos transferiam embaixada em Israel para Jerusalém, apesar dos protestos da comunidade internacional. Tel Aviv, pelo contrário, elogiou a atitude americana.

A controversa decisão da Casa Branca intensificou uma onda de protestos palestinos na fronteira de Gaza, levando a inúmeras casualidades.




...

RECOMENDADO PARA VOCÊ







Tags:
Padrões da comunidadeDISCUSSÃO
COMENTAR NO FACEBOOKCOMENTAR NA SPUTNIK


NOTÍCIAS



RECOMENDADO PARA VOCÊ



© 2018 Sputnik. Todos os direitos reservados

Sputnik NewsSputnikFREE - In Google PlayVIEW